Tempos Digitais

Tempos Digitais

Os tempos que vivemos não são fáceis. Depois de 2 anos de Pandemia que nos obrigaram pela primeira vez a ficar em casa e a adoptar medidas que nunca tínhamos visto, agora temos uma guerra na Europa cujo fim é incerto.

No panorama digital e como consequência, observou-se um crescimento exponencial das vendas online, quer sejam de produtos, estes já com alguma tradição neste contexto, mas também ao nível dos serviços online. Estes últimos cada vez mais assumem-se como uma forma conveniente de tratar dos assuntos do dia a dia ou meramente como “facilitador” de processos que tradicionalmente exigiam a presença física dos intervenientes.

Neste contexto a nossa dependência do “online” é cada vez maior: bancos, seguros, finanças, encomendas de comida, roupa, informática… Por detrás disto há uma teia de fornecedores que com mais ou menos relevância que garantem o funcionamento regular do sistema. Desde a logística da distribuição, passando pelo fornecimento da infra-estrutura de comunicações, electricidade, alojamento web, webdevelopment, etc.

Fruto deste progresso tecnológico há quem com más intenções se queira aproveitar das vulnerabilidade de cada utilizador na web. Um clique num link que não se conhece num email, a abertura de um ficheiro de um remetente estranho, até à promessa do já conhecido Príncipe da Nigéria e dos seus milhões.

E é aqui que este texto queria chegar! Se por um lado pessoas mal intencionadas sempre houveram, por outro e neste contexto digital não se poderia esperar que não as houvessem. Com a guerra na Europa, diversos grupos de denominado “hackers” estão a tentar também atacar as estruturas de um dos lados da guerra sendo que esse lado também está a ripostar. O resultado é um enorme aumento de tentativas de entrada em sistemas quer sejam eles governamentais, empresariais ou mesmo de indivíduos através dos tais emails com o tal link ou ficheiro estranho, entre outros métodos.

Dado este panorama vimos sugerir que adoptem medidas de proteção, como a precaução na abertura de emails de remetentes que não conheçam, não clicar em links que vos pareçam estranhos pois podem tratar-se de uma tentativa de phishing com o intuito de se apoderarem de dados como o acesso a contas bancárias, atualizem software anti-vírus, anti-spyware. Ao nível da navegação na web, certifiquem-se sempre que estão no sítio que pretendem, verificando o URL e se o certificado digital que atesta a veracidade daquele é válido. Cuidado com a gravação de dados em formulários e tentem fazer pagamentos seguros através de plataformas como o PayPal, MBway ou prefira o Multibanco. Use passwords complexas!

Na ideiasfrescas estamos aqui para o ajudar. Fique seguro e boa navegação!

Related Posts

Enter your keyword