Os prós e contras do trabalho remoto como modelo fixo

Os prós e contras do trabalho remoto como modelo fixo

O regime de trabalho remoto por um tempo parecia temporário, assim como a crise sanitária. Hoje em dia já não se pode afirmar com tanta certeza essa transitoriedade. Muito se fala num “novo normal” de serviços digitalizados, seja o consumo ou a produção deles, mas sem muita certeza do que vem pela frente. A permanência do regime “home office” não está entre essas dúvidas.

Claramente estará mais presente em algumas empresas e negócios do que em outras. Alguns benefícios e desafios podem ser observados em diversos contextos de trabalho remoto e, portanto, serão necessárias adaptações para cada caso para manter a produtividade e o conforto de ambas as partes.

Exploramos, a seguir, alguns dos pontos fortes e fracos que já se impõem após mais de um ano de trabalho remoto.

 

Conveniência

A mudança no deslocamento ao local de trabalho é, possivelmente, uma das mais sensíveis quando se fala na rotina confinada. O corte de custos e a economia de tempo é um benefício inegável.

A longo prazo, esse é o tipo de economia que gera bons ganhos marginais do ponto de vista financeiro. Também pode contribuir para uma redução do cansaço e poupar tempo para que a pessoa se dedique a outras atividades. Resumindo, tudo isso pode gerar uma rotina mais saudável e produtiva.

 

Cibersegurança

Um dos maiores desafios ao trabalhar a partir de casa é manter padrões aceitáveis de segurança. Há obstáculos em mais de uma frente neste tópico.

Muitas pessoas têm uma máquina dedicada exclusivamente ao trabalho, mas a maioria dos trabalhadores remotos utiliza o mesmo computador (e telemóvel) tanto para os horários de lazer como para o expediente diário.

No caso do computador usado em diversas atividades, a quantidade de páginas navegadas tende a ser muito maior quando comparado a um computador da empresa. Por isso, a probabilidade de contágios e ataques virtuais aumenta bastante e o uso de ferramentas como o antivírus e um bom aplicativo VPN são particularmente úteis.

Utilizar uma rede privada (VPN) tem se tornado uma recomendação cada vez mais comum por parte dos departamentos de TI de grandes empresas de diferentes perfis ao redor do mundo. As conexões propiciadas por VPN permitem uma navegação anónima e segura, que isola os dados de acesso dos trabalhadores que acedem à rede do trabalho para diversas atividades.

Outra possível dificuldade é dividir o computador com outros membros da família. Nesse caso, pode ser relevante usar plugins e programas para restringir o acesso a crianças e estipular horários para o uso da máquina.

Em geral, a adoção de palavras-passe seguras e verificações em duas etapas pode potencializar a segurança digital no trabalho remoto. Boas práticas com palavras-passe incluem evitar a repetição do mesmo código em contas de serviços digitais diferentes e elaborar sequências alfanuméricas complexas.

 

Impacto ambiental

O conceito de um escritório sem papel, também chamado de “escritório do futuro”, está associado à década de 1940. O desenvolvimento da capacidade computacional e das tecnologias de comunicação migrou a grande maioria das tarefas laborais em escritórios para as telas.

Desse ponto de vista, a economia de papel pode representar um ganho ambiental, pois árvores deixam de ser cortadas e químicos deixam de ser usados na sua transformação.

O regime de trabalho remoto pode ser percebido com esse olhar em outros processos ligados à rotina produtiva. A economia com transporte por combustíveis fósseis é um exemplo disso.

É claro que mensurar impacto ambiental é muito mais complexo que isso: a manutenção de transportes públicos em operação com um público reduzido, por exemplo, pode ser entendida como um uso pouco eficiente de recursos públicos e de energia, que raramente é inteiramente limpa. No entanto, a mudança forçada de dinâmica pode resultar na observação de mudanças de hábitos proveitosas, que não seriam feitas voluntariamente no regime de trabalho tradicional.

 

Adaptações domésticas

A mudança da vida doméstica é muito radical e concentra os maiores obstáculos do trabalho remoto. Os obstáculos técnicos expostos previamente podem ser superados com aquisições de alguns aparelhos e programas, ou com mudanças de hábitos relativamente simples. Mas os desafios relacionados à saúde mental, à dinâmica familiar e à qualidade de vida de forma geral são complexos.

Dessa forma, há escritórios de arquitetura que já se encontram a planear lares adaptados à possibilidade do trabalho em “home office”, para ampliar o possível bem-estar no ambiente de casa.

As grandes limitações prescindem de prescrições de adaptações, pois são muito particulares. Cuidados genéricos podem ser aplicados no quotidiano, como a busca por uma disciplina regular de trabalho ou a inclusão de atividades desportivas e de relaxamento ao longo do dia.

Related Posts

Enter your keyword